Fundo de Desenhos

Da Memória da Universidade

Ir para: navegação, pesquisa
Desenho de Raquel Soeiro de Brito, 1955: Atafona de besta na Ilha de S. Miguel. (Cortesia Mapoteca-IGOT)

Fundo de Desenhos, ou Fundo de desenhos manuscritos dos investigadores do CEG. Local.: Mapoteca do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território. URL: http://www.fl.ul.pt/mapoteca. Tutela: Centro de Estudos Geográficos do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa. Origem: Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa. Criador: Investigadores do Centro de Estudos Geográficos. Cobertura: Século XX. Dimensão:c. 3300 desenhos. Assunto: Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa.

Enquadramento institucional e legal

A colecção está localizada na Mapoteca do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT), embora não exista qualquer referência à mesma nos seus estatutos (Diário da República, 2ª série, nº 204, 21-9-2009). A Mapoteca é uma das secções do Centro de Estudos Geográficos (CEG) e possui regulamento próprio.

Nota histórica e descritiva

A Mapoteca salvaguarda um vasto e rico espólio de desenhos realizados pelos investigadores do Centro de Estudos Geográficos (CEG), documentando a intensa actividade de investigação do Centro ao longo de mais de sete décadas, desde a sua instituição em 1943.

Os desenhos manuscritos destinavam-se, sobretudo, a ilustrar as publicações dos investigadores e colaboradores do CEG, principalmente a revista Finisterra, Memórias, Chorografias, e também relatórios e os trabalhos realizados para o Congresso Internacional de Geografia de 1949 (Lisboa). Nalguns casos raros não chegaram a ser publicados.

Constituindo-se como marcos decisivos deste Centro, os desenhos abrangem temas variados, desde aspectos físicos aos humanos de Portugal ou dos arquipélagos insulares, das antigas colónias, etc. Entre os múltiplos autores, destacam-se figuras de renome como Pierre Birot (1909-1984), Orlando Ribeiro (1911-1997), Mariano Feio (1924-2001), Suzanne Daveau (1925-), Ilídio do Amaral (1926-), Geoge Zbyszewski (1909-1999) ou Virgínia Rau (1907-1973), entre outros.

Relevância

O fundo de desenhos da Mapoteca detém uma relevância extrema, sendo única no contexto universitário português. Documenta um período importante da história do CEG, sendo resultado directo das investigações aí levadas a cabo, espelhando a sua actividade e a evolução científica da Geografia portuguesa. Testemunho memorial do passado e de um modo de trabalho muito específico do campo da Geografia, que se tem vindo a modificar mercê da evolução dos tempos, importa destacar a sua relevância no âmbito da disciplina e no contexto universitário nacional.

Utilização

Actualmente, o fundo de desenhos é de utilização muito restrita.

Estado do inventário

A colecção não se encontra inventariada.

Documentação

A documentação associada é constituída, em primeira instância, pelas publicações onde foram inseridos os desenhos originais (publicações dos investigadores e revista Finisterra-Revista Portuguesa de Geografia).

Pessoal

Sandra Cristina Neves Fernandes (Técnica Superior da Mapoteca)

Observações

Alguns desenhos estão reproduzidas no catálogo da exposição organizada por ocasião do 60º aniversário do CEG, em 2003 (indicado no campo ‘Bibliografia’).

Bibliografia

M. H. Dias (coord.), Memórias do Centro de Estudos Geográficos. Percorrendo o espólio das ilustrações..., CEG, Lisboa, 2004.



Autor: Ana Mehnert Pascoal, com colaboração de Sandra Fernandes (Mapoteca, IGOT)

Levantamento do Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa:

Fundo de Desenhos

Pelo Grupo de Trabalho constituído por Marta Lourenço, Ana Mehnert Pascoal e Catarina Teixeira

Logo-Levantamento-Patrimonio-UL.png
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Navegação
Ferramentas