Valente, Francisco Pulido

Da Memória da Universidade

Ir para: navegação, pesquisa
Francisco Pulido Valente (1884-1963)

Valente, Francisco Pulido, ou Valente, Pulido (N. Lisboa, 1884; ob. Lisboa, 1963). Área: Medicina Interna. Docente: Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Fil. cient.: Instituto Bacteriológico Câmara Pestana. Dirigente de: Clínica de Urologia da FMUL, Academia Nacional de Belas Artes. Docente de: Psiquiatria (UC), Patologia Médica (UC), Terapêutica Médica, Clínica Médica (UC), Medicina Interna. Participa em: Corpo Expedicionário Português, Professores afastados da Universidade entre 1926 e 1974. Aluno: Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa. Curso: Medicina (PE). Discípulo de: Matos, Júlio Xavier de;Bettencourt, Aníbal;Gentil, Francisco Soares Branco;;. Mentor de: Furtado, Diogo Guilherme da Silva Alves;Fonseca, Fernando da Conceição;Machado, João Maria de Oliveira;Rosa, Mário de Carvalho;;;. Colabora com: Costa, Augusto Pires Celestino da. Profissão: Médico. Cargo(s): Médico dos Hospitais Civis de Lisboa (Professor Catedrático, ?, ?).


Bibliografia


Perfil Biográfico dos Professores Catedráticos da Faculdade de Medicina: Valente, Francisco Pulido

Por equipa da Biblioteca-CDI da FMUL, coordenada pelos Professores Doutores J. Martins e Silva, Victor Oliveira e Luís da Silveira Botelho[1].

Logo-perfil-biog-prof-cat-fmul.jpg


FRANCISCO PULIDO VALENTE

DADOS PESSOAIS

Nascido em Lisboa a 25 de Dezembro de 1884

Filho de Francisco Manuel Valente e

Maria Bessa Pulido Valente

Jubilado: -

Aposentado compulsivamente em 1948

Falecido a 20 de Junho de 1963

DADOS ACADÉMICOS E PROFISSIONAIS

Escola que Frequentou
Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa
Títulos Académicos, Cargos e Funções
1909 Licenciatura
1911 Médico efectivo da Junta Consultiva - HCL
1911 2º Assistente de Psiquiatria Escola Médico-Cirúrgica
1912 1º Assistente da Psiquiatria (UC) - FML
1914 Assistente da Secção Médica - HCL
1915 Assistente livre na 1ª Clínica Cirúrgica - FML
1919 2º Assistente da 1ª Clínica Médica - FML
1919 Encarregado da regência do Curso de Patologia Médica - FML
1920/21 Regência da 1ª Clínica Médica - FML
1920 Director da 1ª Clínica Médica do Hospital Sta. Marta
1920 1º Assistente de Medicina Interna - FML
1921 Professor Catedrático de Patologia e Terapêutica Médica - FML
1922/25 Encarregado da regência do Curso de Terapêutica Médica - FML
1924 Encarregado da regência da 2ª Clínica Médica (substituição do Prof. Bello Morais)
1927 Director do Serviço de Patologia Médica
1933 Professor Catedrático de Clínica Médica - FML
1934 Director da Clínica de Urologia - FML
Especialidades
Medicina Interna
Estágios
1917 Pensionista (Bolseiro) de Patologia Médica no estrangeiro, nomeado pela Direcção do Instituto Bacteriológico Câmara Pestana
1935 Visitas a França e Inglaterra em missão de serviço da Junta de Educação Nacional
1936 Visita em missão de estudo ao estrangeiro
1937 Missão oficial no estrangeiro como bolseiro do IAC
Prémios
Prémio Alvarenga
Louvores e Condecorações
1937 Medalha de Ouro da doação Violet Heart
Cargos em Sociedades Científicas e Profissionais
1934 Académico de Honra da Academia Nacional de Medicina de Madrid (Espanha)
Outras Actividades
1917 Director dos Serviços de Clínica Médica Geral e Doenças Infecto-contagiosas no Hospital de Cherville, no Hospital Militar de Hendaya e no Hospital da Base nº 2, em França, durante a I Guerra Mundial, onde foi integrado no CEP
1937 Académico titular da Academia Portuguesa de História
1938 Presidente da Academia Nacional de Belas Artes
Principais Trabalhos Publicados
1909 “Introdução ao estudo da histeria”, (Tese de Licenciatura)
1917 “Etiologia e patogenia da paralesia geral”, (Tese de Concurso)
Comentário
Um dos maiores nomes da medicina portuguesa do seu tempo, como médico e como professor. Desenvolveu, numa primeira fase, a investigação científica e mais tarde, por motivos que permanecem obscuros, passou a defender a posição contrária, afirmando que não era possível fazer investigação científica em Portugal.

Muitos dos grandes clínicos que lhe sucederam consideraram-se orgulhosamente seus discípulos.

Foi vítima da ofensiva de Salazar contra a FML em 1947, tendo sido afastado do serviço e aposentado compulsivamente em 1948.

Foi atribuído o seu nome ao antigo Sanatório Popular D. Carlos I em Lisboa, aquando da sua reconversão em hospital central.

O seu nome figura na toponímia de vários municípios: Lisboa (Lumiar), Odivelas e Feijó (Almada).

Factos sobre Valente, Francisco PulidoFeed RDF
Aluno deEscola Médico-Cirúrgica de Lisboa  +
Ano de nascimento1884  +
Ano do óbito1963  +
Colabora comCosta, Augusto Pires Celestino da  +
Criador deIntrodução ao Estudo da Histeria,  +
Data de nascimento25 Dezembro 1884  +
Data do óbito20 Junho 1963  +
Denominação do agenteValente, Francisco Pulido  +e Valente, Pulido  +
Dirigente deClínica de Urologia da FMUL  +e Academia Nacional de Belas Artes  +
Discípulo deMatos, Júlio Xavier de  +, Bettencourt, Aníbal  +e Gentil, Francisco Soares Branco  +
Docente dePsiquiatria (UC)  +, Patologia Médica (UC)  +, Terapêutica Médica  +, Clínica Médica (UC)  +e Medicina Interna  +
Docente emFaculdade de Medicina da Universidade de Lisboa  +
Falecido emLisboa  +
FiliaçãoInstituto Bacteriológico Câmara Pestana  +
Frequenta cursoMedicina (PE)  +
GéneroMasculino  +
ImagemValente-Francisco Pulido.jpg  +
Mentor deFurtado, Diogo Guilherme da Silva Alves  +, Fonseca, Fernando da Conceição  +, Machado, João Maria de Oliveira  +e Rosa, Mário de Carvalho  +
Nascido emLisboa  +
Participa emCorpo Expedicionário Português  +e Professores afastados da Universidade entre 1926 e 1974  +
Patrocinado porInstituto de Alta Cultura  +
Permanece emLisboa  +e Hendaia  +
PosiçãoMédico dos Hospitais Civis de Lisboa (Professor Catedrático, ?, ?)  +
ProfissãoMédico  +
Tem assuntoProfessores Catedráticos da Faculdade de Medicina  +
Tem área de conhecimentoMedicina Interna  +
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Navegação
Ferramentas