Arquivo Histórico do Museu Bocage (MNHN) (séc. XVIII-XIX)

Da Memória da Universidade

Ir para: navegação, pesquisa
Um documento do Arquivo Histórico do Museu Bocage (Foto: G. Ramalhinho, Cortesia Museu Bocage/MNHN)

Arquivo Histórico do Museu Bocage. Local.: Museu Nacional de História Natural. URL: http://www.mnhnc.ul.pt/portal/page?_pageid=418,1391511&_dad=portal&_schema=PORTAL. Tutela: Departamento de Zoologia e Antropologia/Museu Bocage do Museu Nacional de História Natural. Cobertura: Sécs. XVIII-XIX. Dimensão:3507 documentos. Assunto: Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa.

Enquadramento institucional e legal

O Arquivo é propriedade do Museu Nacional de História Natural (MNHN). O MNHN é referido nos Estatutos da Universidade de Lisboa (Despacho Normativo nº 144/92) e tem estatuto próprio em vigor (Despacho nº 11002/2003). O Arquivo não é explicitamente mencionado no Estatuto.

Na UL desde

1911.

Nota Descritiva e Histórica

O Arquivo Histórico do Museu Bocage (MNHN) inclui: 38 Documentos ‘Alexandre Rodrigues Ferreira’, 19 Documentos ‘Reservados’, 710 Documentos ‘Correspondência Estrangeira’, 982 Documentos ‘Correspondência Nacional’, 616 Documentos ‘Diversos’, 11 Documentos ‘Biblioteca’, 22 Documentos ‘Plantas e Projectos’, 7 Documentos ‘Exposição Mundo Português’, 42 Documentos ‘Legislação’, 47 Documentos ‘LMG’, 374 Documentos ‘Publicações’, 638 Documentos ‘Remessas’ e 1 pintura a óleo. O Arquivo foi herdado do Real Museu da Ajuda, passando pelo Museu de História Natural da Academia das Ciências de Lisboa e pelo Museu Nacional de Lisboa (designação do predecessor do MNHN).

Relevância

O Arquivo é único para a história da ciência e das primeiras colecções portuguesas. Contém elementos para o estudo da História Natural em Portugal desde os anos de 1760. A correspondência de Vandelli, dos naturalistas régios, de Barbosa du Bocage, etc., constitui um conjunto indispensável para o conhecimento da Zoologia em Portugal nos séculos XVIII e XIX e formação do Museu Bocage. São espólios particularmente relevantes as aguarelas e manuscritos relativos à expedição filosófica de Alexandre Rodrigues Ferreira à Amazónia (1783-1792) e as aguarelas de exemplares zoológicos depositadas no Real Museu da Ajuda. Igualmente relevante do ponto de vista artístico e histórico é a pintura a óleo ‘Ciríaco’ (1787). De grandes dimensões e da autoria de Joaquim Leonardo da Rocha, trata-se de uma cópia do quadro pintado por Joaquim Manuel da Rocha e que se encontra Paris (Laboratório de Parasitologia da Faculdade de Medicina) onde está inserido “ Rocha pintou do natural 1786”. Existe uma outra cópia no Museu Etnográfico de Madrid onde está inscrito “Joaqm Mel da Rocha pintou do natural 1786” A pintura depositada no Museu Bocage representa Ciríaco, rapaz de 12 anos, natural Catingumba (Brasil), tendo chegado a Lisboa em Julho de 1796.

Utilização

O Arquivo histórico do Museu Bocage é muito consultado por investigadores portugueses e estrangeiros interessados em Zoologia, Antropologia, História da História Natural, História da Arte, etc. A pintura ‘Ciríaco’ esteve exposta numa exposição no Museu da Presidência da República em 2005.

Estado do inventário

O arquivo está catalogado, apresentando-se o inventário em suporte papel (manuscrito).

Acessibilidade

O arquivo está acessível a investigadores.

Pessoal

Não existe pessoal directamente afecto ao Arquivo.

Bibliografia

Viagem ao Brasil de Alexandre Rodrigues Ferreira. Vol.I e II, Kapa Editorial.

C. Almaça 1989. Documentos do Arquivo Histórico do Museu Bocage relativos à exploração histórico-natural angolana do Dr. Frederico Welwitsch (Agosto de 1853-Dezembro de 1860). Arquivos do Museu Bocage (Nova Série), I (22): 335-347.

Relativamente ao Círiaco:

C. Almaça 1996. Círiaco, um negro pigarço do século XVIII. Ed. Museu Bocage, Lisboa.

J. Jesus 1932. Elementos para a História da arte portuguesa. Joaquim-Manuel da Rocha. Joaquim Leonardo da Rocha. Pintores dos séculos XVIII-XIX. Subsídios para as suas biografias e alguns elementos para o estudo das suas obras. Tip.Gonçalves, Lisboa.


Autor: Graça Ramalhinho (MNHN) e Maria Judite Alves (MNHN) [2007]

Levantamento do Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa:

Arquivo Histórico do Museu Bocage (MNHN) (séc. XVIII-XIX)

Pelo Grupo de Trabalho constituído por Marta Lourenço, Ana Mehnert Pascoal e Catarina Teixeira

Logo-Levantamento-Patrimonio-UL.png
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Navegação
Ferramentas