Colecção de Instrumentos Científicos do MNHN (séc. XIX-XX)

Da Memória da Universidade

Ir para: navegação, pesquisa
Parte da colecção de instrumentos científicos do Museu Mineralógico e Geológico. (Fotos: J. Vicente, cortesia MMG/MNHN)

. Local.: Museu Nacional de História Natural. URL: http://www.mnhnc.ul.pt/portal/page?_pageid=418,1391470&_dad=portal&_schema=PORTAL. Tutela: Departamento de Mineralogia e Geologia do Museu Nacional de História Natural. Dimensão:c. 30 instrumentos. Assunto: Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa.

Enquadramento institucional e legal

A colecção é propriedade do Museu Nacional de História Natural (MNHN). O MNHN é referido nos Estatutos da Universidade de Lisboa (Despacho Normativo nº 144/92) e tem estatuto próprio em vigor (Despacho nº 11002/2003). As colecções não são explicitamente mencionadas no Estatuto.

Na UL desde

1911.

Nota Descritiva e Histórica

O Museu Mineralógico e Geológico (MNHN) possui uma pequena colecção de instrumentos científicos dos séculos XIX-XX que inclui microscópios, lupas, um estojo de ensaios pirognósticos e respectivos reagentes, preparações, etc. Trata-se de equipamento que era corrententemente utilizado no apoio ao ensino e à investigação em mineralogia e petrologia, sobreviveu ao incêndio de 1978 e hoje possui sobretudo importância histórica. A origem do equipamento é variada. Destaca-se um difractómetro de radiação X que, nos anos 50 do séc. XX, foi utilizado para se proceder à revisão da colecção de minerais do Museu, para a determinação de minerais em múltiplos trabalhos de investigação científica e para a realização das análises que permitiram a elaboração da obra Tables pour la détermination des minéraux au moyen des Rayons X por Carlos Torre da Assunção (então Director do Museu) e Júlio Garrido.

Relevância

Estes objectos são testemunhos da investigação científica praticada em Portugal nos séculos XIX-XX. Alguns deles apresentam, além do valor histórico e científico, uma vertente artística que hoje já não se encontra nesta tipologia de objectos. Para além destas duas dimensões, existe uma relevância que se encontra directamente associada à história das práticas científicas e de ensino do Museu Mineralógico e Geológico (MNHN).

Utilização

Parte dos instrumentos encontra-se presentemente em exposição e outra parte num espaço de reserva do Museu.

Estado do inventário

Não inventariada.

Documentação

Que se conheça, não existe documentação associada, sendo porém natural que alguma documentação surja assim que a colecção seja inventariada e estudada.

Pessoal

Não existe pessoal afecto a esta colecção.

Bibliografia

Assunção, C.T. e J. Garrido, 1952-1953. Tables pour la détermination des minéraux au moyen des rayons X. Bol. Museu e Laboratório Mineralógico e Geológico da Faculdade de Ciências de Lisboa, 20-21, 6ºsérie. Lisboa.

Canilho, M.H., M.G. Salvado e A. Martins Nunes 1965-1966. O filão andesítico de Valejas (Carnaxide). Bol. Museu e Laboratório Mineralógico e Geológico da Faculdade de Ciências de Lisboa, 10 (2).



Autor: Marta C. Lourenço, com o apoio de Liliana Póvoas (MNHN) [2007; actualizado em 2010]

Levantamento do Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa:

Colecção de Instrumentos Científicos do MNHN (séc. XIX-XX)

Pelo Grupo de Trabalho constituído por Marta Lourenço, Ana Mehnert Pascoal e Catarina Teixeira

Logo-Levantamento-Patrimonio-UL.png
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Navegação
Ferramentas