Acervo do Museu Egas Moniz

Da Memória da Universidade

Ir para: navegação, pesquisa
Pormenor da sala interior do 'Museu Egas Moniz', com sequências de imagens radiográficas de diferentes patologias (Fotos: A. Pascoal, cortesia CUN_FMUL).

Acervo do Museu Egas Moniz (séc. XX). O Museu Egas Moniz foi constituído em 1957 e na tutela do Centro de Estudos Egas Moniz da Faculdade de Medicina, no Hospital Escolar de Santa Maria. Incorpora um pequeno núcleo de colecções, objectos e obras de arte do Nobel da Medicina e Fisiologia, numa narrativa para a construção da memória do seu percurso e investigação científica desenvolvida. Tipo: Acervo histórico. Local.: Clínica Universitária de Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. URL: http://www.fm.ul.pt. Cobertura: séc. XX. Dimensão:c.400 objectos. Assunto: Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa.

Enquadramento institucional e legal

O Acervo do Museu Egas Moniz está localizado na Clínica Universitária de Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL), embora não exista qualquer referência do mesmo nos seus estatutos (Diário da República, Nº 40, 2ª Série, de 26 de Setembro de 2009).

Na UL desde

1957

Nota Descritiva e Histórica

O núcleo expositivo do ‘Museu Egas Moniz’ é constituído em 1957, com a organização do Centro de Estudos Egas Moniz (CEEM), no recém inaugurado Hospital Escolar de Santa Maria. O CEEM, criado em 1950, e presidido pelo Professor Egas Moniz, funcionou inicialmente em espaço anexo ao Hospital Júlio de Matos. O ‘Museu Egas Moniz’, um sector integrado no CEEM, é concebido com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e, com o intuito de documentar a vida e a obra científica do Prémio Nobel da Medicina e Fisiologia (1949).

O núcleo expositivo, actualmente na alçada da Clínica Universitária de Neurologia da Faculdade de Medicina, mantém até aos dias de hoje, a sua museografia e cenografia originais, de forte carácter visual e documental, onde se encontram expostos cerca de quatrocentos objectos de diferente tipologia. O acervo é composto por um extenso material documental, por manuscritos diversos, bibliografia científica e literária, álbuns de fotografias e livros da actividade clínica, diplomas de títulos académicos, condecorações e o fac-símile do Documento de Atribuição do Prémio Nobel da Medicina, cujo original se encontra exposto na Casa Museu Egas Moniz, em Avanca, Estarreja.

Do ponto de vista cénico, tem lugar de destaque a reconstituição física do seu gabinete de consulta no Hospital de Santa Marta; do ponto de vista dos instrumentos histórico-científicos, os utensílios desenvolvidos e utilizados nas primeiras angiografias e leucotomias, a seringa de Egas Moniz, a pinça de Martins (Dr. António Martins) e o leucótomo. Um vasto núcleo visual é dedicado à descoberta e processo de desenvolvimento do método da Angiografia (1927), com o recurso ao retrato sequencial de imagens radiográficas de diferentes patologias.

Relevância

A ‘Museu Egas Moniz’ da Faculdade Medicina foi constituído em 1957, um dos núcleos museológicos da Universidade de Lisboa que subsiste até aos dias de hoje. Constituindo-se um espaço dedicado à memória do Professor Egas Moniz, onde se destaca a obra e percurso científico do Prémio Nobel da Medicina e Fisiologia de (1949).

Utilização

O Museu encontra-se acessível ao público em geral, apenas por marcação prévia.

Estado do inventário

Não se encontrou inventário do acervo exposto.

Documentação

Não se registou documentação associada a esta colecção.

Pessoal

Vítor Oliveira (Museu Egas Moniz).

Observações

A mesa com que Egas Moniz realizou a primeira angiografia cerebral encontra-se localizada na Sala Macbride, no Hospital de Santa Marta (Centro Hospitalar de Lisboa Central).

Bibliografia

1. Passagens: 100 Peças para o Museu de Medicina, (ed. M. V. Alves), Museu de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Lisboa, 2005, Catálogo de Exposição.

2. A.C.Caldas, A Criação do Centro de Estudos Egas Moniz [texto policopiado], Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Lisboa, 1986, 3p.

3. Centro de Estudos Egas Moniz: sessão inaugural, Faculdade de Medicina da Universiversidade de Lisboa, Centro de Estudos Egas Moniz, Lisboa, 1957, 26 p.

4. A.L.Pereira, J.R.Pita, Egas Moniz em Livre Exame (ed. Minerva Coimbra), 2000, p. 315-320.



Autor: Catarina Teixeira


Levantamento do Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa:

Acervo do Museu Egas Moniz

Pelo Grupo de Trabalho constituído por Marta Lourenço, Ana Mehnert Pascoal e Catarina Teixeira

Logo-Levantamento-Patrimonio-UL.png
Factos sobre Acervo do Museu Egas MonizFeed RDF
Coberturaséc. XX  +
DenominaçãoAcervo do Museu Egas Moniz (séc. XX)  +
DescriçãoO Museu Egas Moniz foi constituído em 1957 O Museu Egas Moniz foi constituído em 1957 e na tutela do Centro de Estudos Egas Moniz da Faculdade de Medicina, no Hospital Escolar de Santa Maria. Incorpora um pequeno núcleo de colecções, objectos e obras de arte do Nobel da Medicina e Fisiologia, numa narrativa para a construção da memória do seu percurso e investigação científica desenvolvida rso e investigação científica desenvolvida
Dimensãoc.400 objectos  +
ImagemMem 1.JPG  +, Mem 2.JPG  +e Mem 3.JPG  +
Localizado emClínica Universitária de Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa  +
Possuí­do porFaculdade de Medicina da Universidade de Lisboa  +
Tem assuntoPatrimónio Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa  +
Tipo de colecçãoAcervo histórico  +
URLhttp://www.fm.ul.pt  +
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Navegação
Ferramentas