Colecção de Desenhos Infantis

Da Memória da Universidade

Ir para: navegação, pesquisa
Pormenor de um desenho infantil da categoria da 'Natureza' (Fotos: C. Teixeira, cortesia do IA_FMUL).

Colecção de Desenhos Infantis da Faculdade de Medicina (séc. XX). Tipo: Colecção de investigação. Local.: Instituto de Anatomia da FMUL. URL: http://www.fm.ul.pt; http://www.museudemedicina.fm.ul.pt/. Tutela: Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Cobertura: séc. XX. Dimensão:192 Desenhos. Assunto: Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa.

Enquadramento institucional e legal

A Colecção de Desenhos Infantis está localizada no Instituto de Anatomia Normal - Henrique de Vilhena, uma unidade estrutural da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL), embora não exista qualquer referência da colecção nos seus estatutos (Diário da República, Nº 40, 2ª Série, de 26 de Setembro de 2009).

A colecção faz parte do acervo do Museu de Medicina da FMUL, homologado pelo Despacho Nº 012/2005 de 11 de Fevereiro de 2005, da FMUL.

Na UL desde

Data desconhecida?

Nota Descritiva e Histórica

A colecção de desenhos infantis pertence ao Instituto de Anatomia Normal – Henrique de Vilhena, embora actualmente incorpore o acervo do Museu de Medicina da FMUL. A colecção está organizada pelas categorias: “casa; conteúdo abstracto; natureza; animais; guerra; personagens misteriosas; família; futebol e espectáculos; fenómenos cósmicos e estrelas, conteúdo sexual; movimento; ruas e caminhos; transportes; mundiais; conteúdo anatómico; acidente, morte e crueldade e figura humana”. São desenhos livres ou de temáticas específicas realizados por crianças com perturbações mentais, e com o recurso a diferentes materiais gráficos para o efeito. Alguns exemplares estão assinados, na generalidade datam da década de 40 e têm uma pequena legenda com o tema representado, a idade cronológica e mental da criança, ano, classe, escola, sexo, processo, etc.

Provavelmente, esta colecção pertenceria ao Professor Vítor Fontes, director do Instituto de Anatomia Normal (1951-1963). Foram encontradas diversas inscrições de “Prof. Vítor Fontes”no verso de alguns desenhos, e outras duas que identificam dois dos institutos dos quais foi Director, o “Instituto Condessa de Rilvas” (antigo Instituto Médico – Pedagógico das Florinhas da Rua) extinto em 1948 e, o “Instituto António Aurélio da Costa Ferreira” (IAACF), antigo Instituto Médico Pedagógico da Casa Pia de Lisboa. Contudo, a proveniência desta colecção ainda não está definida e, mediante a pesquisa realizada para o levantamento, existem fortes probabilidades de a mesma pertencer ao acervo gráfico que o Prof. Vítor Fontes reuniu no IAACF. O Prof. Fontes foi director desta instituição entre 1935-1963 e em simultâneo com a direcção do Instituto de Anatomia da FMUL. Dedicou grande parte da sua actividade clínica e científica, à medicina pedagógica e à pedopsiquiatria.

No Boletim do IACCF, em 1947 publica um estudo e intitulado: “O Sobrenatural Nos Desenhos Infantis”, onde descreve parte do acervo de desenhos infantis do IAACF(c.f. bibliografia). Este estudo revelou-se de grande importância para o possível apuramento da proveniência da colecção de desenhos infantis do IA. No qual refere, a dimensão desta colecção de desenhos e elenca uma lista de rubricas muito semelhante às categorias encontradas na colecção de desenhos infantis do IA. O conjunto de desenhos reproduzidos no artigo, não só correspondem às mesmas categorias como surge reproduzido um exemplar da colecção.

Relevância

É extremamente relevante como colecção de investigação no âmbito da psicopatologia. É também um importante documento e matéria de estudo, para a interpretação da representação e da linguagem gráfica utilizada nos desenhos infantis. Provavelmente esta colecção seria parte integrante do acervo de desenhos do Instituto António Aurélio da Costa Ferreira, que em 1947, já contava com 8.238 documentos, agrupados em 18 categorias de desenho livre e 4 de desenhos sugeridos.

Utilização

Não se registou utilização recente desta colecção, mas segundo informações recolhidas no Museu de Medicina, estará para breve a realização de uma exposição com os desenhos infantis.

Estado do inventário

A colecção está inventariada pelo Museu de Medicina, tendo sido recentemente organizada e atribuído o nº de inventário a cada documento. Este trabalho resultou de um estágio desenvolvido por uma aluna da Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

Documentação

Não se registou documentação associada a esta colecção.

Pessoal

Maria da Conceição Alves Dias Franco (assistente operacional do IA).

Bibliografia

1. A Criança Portuguesa, Boletim do Instituto António Aurélio da Costa Ferreira, Lisboa, 1943-44 e 1946-47.

2. M. B. B. Sueiro, 'Jubilação do Professor Doutor Vítor Fontes', Arquivo de Anatomia e Antropologia (1963-64), Instituto de Anatomia Henrique de Vilhena, Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Vol. XXXII, pp.1-11.

3. V. Fontes, 'O Sobrenatural nos Desenhos Infantis', Boletim do Instituto António Aurélio da Costa Ferreira(1946-47), Lisboa, pp. 71-101.



Autor: Catarina Teixeira


Levantamento do Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa:

Colecção de Desenhos Infantis

Pelo Grupo de Trabalho constituído por Marta Lourenço, Ana Mehnert Pascoal e Catarina Teixeira

Logo-Levantamento-Patrimonio-UL.png
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Navegação
Ferramentas