Raposo, Pedro António Bettencourt

Da Memória da Universidade

Ir para: navegação, pesquisa


Raposo, Pedro António Bettencourt, ou Raposo, Bettencourt (N. Lisboa, 1853; ob. Bucelas, 1937). Área: Cirurgia. Docente: Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa, Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Dirigente de: Enfermaria no Hospital de São José. Docente de: Clínica Médica (UC), Medicina Legal (UC), História da Medicina (UC), Patologia Médica (UC), Matéria Médica, Higiene (UC), Patologia Geral e Semiologia, Clínica Cirúrgica. Aluno: Escola Politécnica de Lisboa, Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa. Curso: Preparatórios de Medicina (PE), Medicina (PE). Profissão: Médico;Cirurgião. Cargo(s): Médico e Cirurgião dos Hospitais Civis de Lisboa (Secretário e Bibliotecário da Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa, ?, ?).



Perfil Biográfico dos Professores Catedráticos da Faculdade de Medicina: Raposo, Pedro António Bettencourt

Por equipa da Biblioteca-CDI da FMUL, coordenada pelos Professores Doutores J. Martins e Silva, Victor Oliveira e Luís da Silveira Botelho[1].

Logo-perfil-biog-prof-cat-fmul.jpg


PEDRO ANTÓNIO BETTENCOURT RAPOSO

DADOS PESSOAIS

Nascido em Lisboa, a 14 de Maio de 1853

Filho de João Pedro de Ávila Bettencourt Raposo e Antónia

Margarida Vieira Raposo

Jubilou-se em 1929

Faleceu a 2 de Julho de 1937 em Bucelas

DADOS ACADÉMICOS E PROFISSIONAIS

Escola que Frequentou
Escola Médica Cirúrgica de Lisboa
Títulos Académicos, Cargos e Funções
1876 Licenciatura
1879 Lente Proprietário de Patologia Geral, Sociologia e História da Medicina da Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa
1880 Lente substituto da Secção Médica da Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa
1897 Lente Proprietário da Secção Médica da Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa
1877-95 Médico e Cirurgião dos Hospitais Civis de Lisboa
1880 Cirurgião do Banco dos Hospitais Civis de Lisboa
1881-82 Regência da Clínica Médica (UC) na Escola Médica Cirúrgica de Lisboa
1881-87 Secretário e Bibliotecário da Escola Médico Cirúrgica de Lisboa
1883-86 Regência da Medicina Legal (UC) e Higiene na Escola Médica Cirúrgica de Lisboa
1884 Regência da Cadeira de Clínica Cirúrgica na Escola Médica Cirúrgica de Lisboa
1885 Cirurgião Extraordinário do Hospital de São José
1886 Regência da Cadeira de Patologia Interna na Escola Médica Cirúrgica de Lisboa
1893-95 Director da Enfermaria de Cirurgia de Santo Amaro do Hospital de São José
1897-1917 Regência de Patologia Geral na Escola Médica Cirúrgica de Lisboa
1904-1929 Secretário e Bibliotecário da Escola Médico Cirúrgica de Lisboa
1917-1922 Regência da Cadeira de História e Filosofia de Medicina e Ética Profissional na Faculdade de Medicina de Lisboa
1924-1929 Regência da Deontologia (UC) na Faculdade de Medicina Lisboa
Cargos em Sociedades Científicas e Profissionais
Sócio do Instituto de Coimbra
1881 Sócio da Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa
Outras Actividades
1883 Fundou a revista Medicina Contemporânea
1885 Fiscal médico do Monte Pio Geral
1885 Cirurgião do Monte Pio
1885-91 Delegado da Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa ao Conselho de Superior de Instrução Pública
1919 Presidente do Conselho Médico-Legal de Lisboa
1915-32 Vogal do Conselho Superior de Saúde e Higiene Pública
Fez parte da Comissão de Medicina Legal da Sociedade de Ciências Médicas
Cargos Políticos
1885 Vereador da Câmara de Lisboa, nomeado por eleição da Classe Médica
Principais Trabalhos Publicados
1876 “Considerações sobre o grande simpático e a circulação”, Tese Inaugural:
1876-77 “Esclerema cutâneo”
1877 “Estudos filosóficos e fisiológicos sobre a vida e algumas das suas manifestações”
1880 “O sono: traços gerais da sua fisiologia”
Escreveu sobre Deontologia e Jurisprudência médica da reforma do ensino médico
Colaborou nas revistas: Correio Médico de Lisboa, Jornal da Sociedade de Ciências Médicas de Lisboa, Medicina Contemporânea, O positivismo, Revista Portuguesa de Medicina e Cirurgia Práticas, Arquivo da Universidade de Lisboa, Arquivos de Medicina Legal e Arquivos de Anatomia e Antropologia.
Comentário
Destacou-se como orador, na argumentação de doutoramentos, na crítica das teses e nos debates dos exames de Estado. Na Sociedade de Ciências Médicas ficaram célebres os seus debates contra Sousa Martins e Manuel Bento de Sousa.

Grande humorista e caricaturista mordaz dos vultos da sua época.

Depois de jubilado, recolheu a Bucelas e ali exerceu os seus préstimos de clínico notabilíssimo entre as classes pobres e de forma benemérita.

Cegou nos últimos três anos de vida.

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Navegação
Ferramentas