Colecção Osteológica do Convento do Carmo (Depósito do Museu do Carmo)

Da Memória da Universidade

(Diferença entre edições)
Ir para: navegação, pesquisa
(Bibliografia)
 
Linha 41: Linha 41:
-
Autor: Hugo Cardoso (MNHN) [2007]
+
'''Autor''': Hugo Cardoso (MNHN) [2007]
{{PatrimonioUL}}
{{PatrimonioUL}}

Edição actual desde as 11h50min de 18 de Janeiro de 2012

Colecção do Convento do Carmo (depósito) (Foto: H. Cardoso, cortesia Museu Bocage/MNHN)

Colecção Osteológica do Convento do Carmo (Depósito do Museu do Carmo). Local.: Museu Nacional de História Natural. URL: http://www.mnhnc.ul.pt/portal/page?_pageid=418,1391491&_dad=portal&_schema=PORTAL. Tutela: Departamento de Zoologia e Antropologia/Museu Bocage do Museu Nacional de História Natural. Cobertura: Séculos XV-XIX. Dimensão:Desconhecida (várias deposições primárias e secundárias da Igreja do Carmo). Assunto: Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa.

Enquadramento institucional e legal

A Colecção não é propriedade da Universidade de Lisboa, mas sim do Museu do Carmo. Existe um protocolo de depósito assinado entre o Museu Bocage e o Museu do Carmo (1996).

Na UL desde

1996 (em depósito).

Nota Descritiva e Histórica

Coleção osteológica proveniente de contexto arqueológico (sécs XV-XIX) e que corresponde sobretudo a material de ossário recuperado das várias capelas (primeira e segunda capelas da Epístola e primeira e segunda capelas do Evangelho) e da nave central da Igreja do Carmo em Lisboa. Esta série foi recuperada nos anos 80 com o auxílio de Luís Lopes e Maria Cristina Neto (colaboradores do Museu).

Relevância

A importância desta série osteológica reveste-se da maior importância para o conhecimento da saúde, biologia, modo de vida e condição social da população lisboeta do passado.

Utilização

A colecção ainda não foi alvo de nenhum estudo sistemático, tendo sido apenas feito um pequeno trabalho. Serve sobretudo a investigação, podendo apresentar ocasional interesse expositivo.

Estado do Inventário

Não existe qualquer inventário desta colecção.

Documentação

A documentação que está associada a esta colecção é apenas a que está publicada em forma de artigos e as etiquetas da escavação.

Pessoal

Actualmente não existe ninguém afecto à colecção.

Bibliografia

Lopes L, Neto M. 1999. Nota sobre Alguns Aspectos Antropológicos dos Restos Humanos exumados na Igreja do Antigo Convento do Carmo de Lisboa. Arqueologia e História 51: 205-218.

Lopes L, Cardoso H. 2000. Possível Caso de Sífilis em Fémur e Tíbia Provenientes dos Carneiros da 2ª Capela da Epístola do Convento do Carmo de Lisboa (Séc. XV-XIX?). In: Jorge, V. O. (coord.) Contributo das Ciências e das Tecnologias para a Arqueologia da Península Ibérica. Actas do 3º Congresso de Arqueologia Peninsular. ADECAP, Porto, pp. 459-463.


Autor: Hugo Cardoso (MNHN) [2007]


Levantamento do Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa:

Colecção Osteológica do Convento do Carmo (Depósito do Museu do Carmo)

Pelo Grupo de Trabalho constituído por Marta Lourenço, Ana Mehnert Pascoal e Catarina Teixeira

Logo-Levantamento-Patrimonio-UL.png
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Navegação
Ferramentas