Colecção de Gravuras e Desenhos (séc. XIX) do MNHN

Da Memória da Universidade

Revisão das 17h19min de 18 de Janeiro de 2012 por Anamehnertpascoal (discussão | contribs)
(dif) ← Revisão anterior | Revisão actual (dif) | Revisão seguinte → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplar de uma gravura: versão final a cores representando uma espécie que consta de um conjunto, do qual se preservam a chapa de cobre e a impressão a preto&branco (imagens em baixo). (Fotos: M. Lourenço, cortesia Jardim Botânico/MNHN).

Colecção de Gravuras e Desenhos do MNHN. Local.: Museu Nacional de História Natural. URL: http://www.mnhnc.ul.pt/portal/page?_pageid=418,1391161&_dad=portal&_schema=PORTAL. Tutela: Departamento de Botânica do Museu Nacional de História Natural. Cobertura: Séc. XIX. Dimensão:132 gravuras coloridas e c. 100 desenhos. Assunto: Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa.

Enquadramento institucional e legal

O Museu Nacional de História Natural é referido nos recentes Estatutos da Universidade de Lisboa (2008) no Artigo 3º do Anexo, como Unidade da Universidade de Lisboa mas ainda não sofreu revisão estatutária. O Museu Nacional de História Natural é referido nos Estatutos da Universidade de Lisboa (Despacho Normativo nº 144/92). As Colecções não são referidas explicitamente no Estatuto do Museu Nacional de História Natural (Despacho nº 11002/2003), embora se mencione o Departamento de Botânica do Museu (que coincide com o Jardim Botânico).

Na UL desde

1911.

Nota Descritiva e Histórica

Muitos jardins botânicos, sobretudo os mais antigos, possuem iconografia que resulta de expedições e trabalhos de campo e que complementa cientifica e historicamente os espécimes recolhidos. O Jardim Botânico (MNHN) possui uma magnífica iconografia botânica composta por gravuras a preto e branco (das quais muitas se possuem as matrizes de cobre originais) bem como desenhos efectuados pelos naturalistas do Jardim.

Relevância

A iconografia tem valor científico, artístico e histórico intrínsecos, sendo para além disso muito relevante como fonte documental complementar aos exemplares dos Herbários do Jardim Botânico (MNHN) e de outros herbários portugueses e estrangeiros.

Utilização

Os desenhos, em particular os de Frederico Welwitsch, têm sido utilizados para a investigação, nomeadamente estudos em história da ciência e história da botânica. Quer as gravuras quer os desenhos têm sido utilizados igualmente em exposições no Jardim e em outros locais. Há uns seis anos foram efectuadas réplicas de algumas gravuras para fins comerciais.

Estado do inventário

A colecção de gravuras encontra-se inventariada. Os desenhos apenas se encontram inventariados em parte.

Documentação

O Arquivo do Jardim possui documentos, de natureza geral e institucional (correspondência científica e administrativa, notas pessoais, desenhos e ilustrações, etc). Muito possivelmente, uma parte significativa desses documentos encontram-se relacionados com as gravuras e os desenhos. Existe igualmente a documentação referente aos espécimes propriamente ditos, que se encontra nos Herbários, junto aos exemplares respectivos. A verdadeira dimensão da documentação está por levantar e estudar, constituindo um potencial muito significativo para a investigação.

Pessoal

Não existe pessoal directamente afecto à colecção de gravuras e desenhos.

Observações

O Jardim Botânico (MNHN) tem vindo a incorporar uma colecção de desenhos de natureza diferente mas que importa referir. Tratam-se de doações de obras realizadas por artistas plásticos contemporâneos de prestígio, relacionadas com a natureza e resultantes de exposições no Jardim. Apesar de ainda pequena, a colecção inclui obras de Teresa Pavão, Gabriela Albergaria, Nuno Cêra e Maria Irene Ribeiro.

Bibliografia

Nada a acrescentar.



Autor: Marta C. Lourenço, com o apoio de Margarida Jardim (MNHN) [2007; actualizada em 2010]

Levantamento do Património Histórico, Científico e Artístico da Universidade de Lisboa:

Colecção de Gravuras e Desenhos (séc. XIX) do MNHN

Pelo Grupo de Trabalho constituído por Marta Lourenço, Ana Mehnert Pascoal e Catarina Teixeira

Logo-Levantamento-Patrimonio-UL.png
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Navegação
Ferramentas